Feed on
Posts
Comments

Scanner para livros

A empresa Treventus criou o ScanRobot, um robô para digitalizar livros. Pronto! Virou meu novo sonho de consumo.

Fonte: Meio Bit

A Carolina Alfaro de Carvalho, profissional respeitadíssima no meio da tradução e da legendagem, vai oferecer um curso intensivo de legendagem de 36 horas em SP, de 29 de janeiro a 13 de fevereiro de 2009.

Mais informações no site: http://www.scribatraducoes.com.br/cursos/

Lipstick Jungle

Não é segredo que eu sinto um enorme carinho pelos livros que passam pela minha mão.

Em novembro de 2006, fiz para a editora Record o copidesque de um livro chamado “Selva de batom“, da mesma autora de “Sex and the city“: Candace Bushnell. Achei o livro uma delícia! Fala da vida de três mulheres bem-sucedidas profissionalmente e os conflitos diários entre a vida profissional e a vida pessoal.

Pouco tempo depois veio a notícia de que a Fox faria um seriado baseado no livro. Fiquei toda feliz! Ontem assisti à reprise do primeiro capítulo de Lipstick Jungle na Fox. Adorei! Achei sensacional ver as três personagens na tela. Fiquei toda orgulhosa.

É, eu sou boba assim mesmo. :)

O Pólo de Pensamento Contemporâneo vai sediar mais uma Oficina de Tradução Literária do Carlos Irineu da Costa, tradutor de autores como Pierre Lévy, Douglas Adams, William Gibson e Dan Brown, dentre muitos outros. Participei da primeira parte dessa oficina e devo participar da segunda, se tudo correr bem. Nas palavras do próprio Carlos, esta será uma oficina “hediondamente avançada”.

Serão 8 encontros, às segundas-feiras, das 19h30 às 21h30, de 6 de outubro a 24 de novembro. O valor da inscrição é de R$ 560,00 e o POP divide em duas vezes. Inscrições e outras informações aqui, no site do POP.

Artigo interessante

Uma amiga recomendou este artigo (em inglês) e achei interessante para o pessoal que trabalha com o mercado literário ou para quem gosta de ler:

http://booksquare.com/why-publishers-should-blog/

Na verdade, o site todo (http://booksquare.com/) tem artigos interessantes sobre o mercado editorial, inclusive um grupo de artigos sob o título “The future of publishing”.

Vale a pena! Até marquei no meu StumbleUpon.

Inteligência

Sexta-feira eu passei por uma experiência, no mínimo, surreal.

Uma amiga de Juiz de Fora veio ao Rio fazer uma prova e pediu para dormir aqui em casa, para chegar descansada na prova. Veio e trouxe uma amiga, que também ia fazer prova junto com ela. Um doce de criatura.

Lá pelas tantas, papo vai, papo vem, eu digo “Ah, eu sou tradutora e revisora”.

A menina surtou!!!! “Jura???? Eu nunca conheci uma tradutora na minha vida! Que máximo!” E repetia isso toda hora.

Depois, a cada vez que passava por mim, colocava a mão na minha cabeça e dizia “Ah, deixa eu ver se consigo pegar um pouco da sua inteligência!”.

Detalhe: a menina tem 27 anos e é doutoranda e cheia de prêmios, ou seja, EU é que devia passar a mão na cabeça dela para pegar a inteligência da bichinha.  :)

Recebi, na semana passada, o terceiro livro publicado que traduzi até hoje. Fiquei toda orgulhosa. :)

Eis a listinha dos 3:

1. Comportamento do consumidor: construindo a estrat̩gia de marketing РDavid Mothersbaugh, Del Hawkins & Roger Best, editora Campus/Elsevier, publicado em 2007.

2. Gestão da cadeia de suprimentos e logística – Donald Bowersox (que foi professor do meu pai em Michigan), David Closs & M. Cooper, editora Campus/Elsevier, publicado em 2007.

3. Design de games РPaul Schuytema, editora Cengage Learning, publicado em 2008. (A edi̤̣o brasileira ficou mais bonita que a original.)

O site Pundo3000.com fez uma comparação entre as fotos de produtos alimentícios nas embalagens e o produto real encontrado dentro da embalagem.

O resultado é interessante. O texto está em alemão, mas as imagens são BEM auto-explicativas.

Deu até vontade de fazer a mesma coisa aqui, pois eu sempre me surpreendo negativamente com o alimento real em comparação à foto.

Book cat, upload feito originalmente por raider of gin.

 

Contador de palavras

Nós que trabalhamos com textos normalmente damos de cara com um trabalhinho meio chatinho: contar caracteres, palavras, laudas etc. Eu sei que o Word faz isso com facilidade, mas às vezes precisamos fazer a contagem em arquivos do PowerPoint, PDF, Excel etc. Sem contar que às vezes são dezenas (ou centenas) de arquivos para contar.

Para facilitar esse trabalho hercúleo, existem alguns programinhas. Uns são pagos, outros são gratuitos; uns são bons, outros nem tanto. Testei um da Tilti Systems, chamado FineCount, e achei ótimo. Sendo assim, indico a vocês. Basta clicar no link a seguir e fazer o download: http://www.tilti.com/?advid=8008&advp=2

« Prev - Next »